Iniciar uma conversa

Como migrar outro servidor de mail para o IceWarp Server?

Vale ressaltar a importância de se ler detalhes sobre a Ferramenta de migração, disponível na ajuda (F1 Help) do console IceWarp (capítulo Server Migration) e também em nosso site (Downloads/Documentação).

Esta ferramenta é gratuita e permite migrar de qualquer servidor de mail para o IceWarp Server e está disponível, através do console de Administração, em Sistemas/Ferramentas/Migracao de Servidor. Vale ressaltar, ainda, que possuímos ferramentas específicas para migração de servidores Axigen, Kerio, MDaemon, MS Exchange e 602 Lan Suite. Favor nos contatar para detalhes.

Alguns clientes gostam de testar a migração inicialmente com um domínio de testes. Pode até ser um subdomínio do seu domínio principal, bastando ter criado os respectivos registros de MX.

A ferramenta de migração possui 2 formas de funcionamento:

  • Caso tenha as senhas no servidor de origem ou padronize as mesmas, você pode especificar as contas e senhas em um arquivo texto (na ferramenta de migração, aba Manual/opção Usar Arquivo/Especificar arq.texto), conforme detalhado no manual do IceWarp Server/Ferramenta de migração (e no F1 Help) e migrar tudo de uma só vez.

    No caso de migrar emails para contas existentes, uma a uma, configure qual o host/IP do servidor de origem na aba Geral e, na aba manual, escolha a opção de migrar apenas um usuário e especifique dados do servidor de origem e clique no botão "Migrar mensagens". Poderá ver o progresso na aba Logs.

    No caso da migração de muitas novas contas em lote, antes de mais nada, exporte todos domínios do seu servidor antigo para um arquivo texto (ex: dominios.txt), contendo um domínio por linha e importe-os para o IceWarp, com o seguinte comando do Tool (executado via DOS/SSH na raíz do IceWarp):

    tool import domain dominios.txt

    Dessa forma, todos domínios serão criados no IceWarp.

    Em seguida, especifique, na guia Geral da Ferramenta de Migração, em host fonte, o IP do servidor antigo. Dê preferência a realizar uma migração IMAP, que preserva o status de lidos/não lidos e traz todas as sub-pastas (caso o servidor antigo tenha as contas definidas como IMAP). Especifique ainda, um arquivo de log (ex: c:\migra.log) e, em Modo de acesso, escolha Username.

    Com relação à importação das contas, a sintaxe do arquivo texto é:

    usuário:senha

    ou

    usuário:senha:alias@dominio

    com uma conta/senha/endereço por linha.

    Obs: Você precisa clicar no botão de Iniciar migração para poder informar um arquivo texto de migração.

    Obs 2: Caso o sistema antigo possua múltiplos domínios, o ideal é ativar o login com e-mail inteiro no servidor antigo, bem como no IceWarp em Domínios & Contas/Políticas/aba Política de Login/opção Configurações de Login. Outra possibilidade é atrelar cada domínio do IceWarp a um IP fixo único (e escolher a opção migração multi-domínio na primeira aba da Ferramenta de migração), o que normalmente é pouco prático.

    Obs 3: Pode ser interessante criar vários arquivos .txt e migrar em lotes, iniciando pelas contas mais importantes.

    Obs 4: Acompanhe o status da migração através da aba Logs, enquanto clica no botão Recarregar.

  • Caso as senhas estejam criptografadas no servidor de origem, a ferramenta de migração do IceWarp pode funcionar como um proxy. Você basicamente aponta o host do MX para o IceWarp (há um passo a passo importante de ser seguido no manual), de forma que, quando o usuário for baixar emails, ele receberá um email do tipo "Estamos em migração, volte mais tarde". Nesse momento, IceWarp captura a senha e conecta ao servidor antigo para baixar as mensagens. Na próxima baixada de emails do seu usuário, as mensagens já estarão no IceWarp e ele baixará diretamente do mesmo. Você pode, durante o processo, realizar a migração manual de determinadas contas (na aba Manual, opção Unico usuário). Outra possibilidade é ter um controle manual, que requer uma equipe no local configurandada cada email client, é não apontar o host para baixar e-mails para o novo servidor e sim fazer isso manualmente em cada estação/mail client, dessa forma tendo um controle mais eficiente da migração.

Vale ressaltar que existem outras formas de se realizar uma migração. Por exemplo, você pode usar a ferramenta Tool (executável DOS que fica na raíz do IceWarp e que permite acesso direto à API) para importar contas a partir de um arquivo texto. Dessa forma você não está trazendo os emails, apenas as contas, o que pode ser suficiente caso fosse usado POP no servidor antigo, sem manter os emails no servidor.

Digite tool --tutorial |more para exemplos de uso.

Segue um exemplo de comando.

As variáveis todas podem ser vistas no arquivo\icewarp\api\delphi\apiconst.pas

Um exemplo exportando as contas do IceWarp:

tool export account *@* u_mailbox u_name u_password > contas.txt

Para importar, considerando que o Sr. tem um arquivo no formato CSV (separado por vírgulas), da seguinte forma (igual ao acima gerado):

flavio@icewarpdemo.com,flavio,Flavio Zarur,Senha,
gustavo@icewarpdemo.com,gustavo,Gustavo Gonzalez,Senha2,

O comando, para importar o básico (username da conta, nome completo do usuário - usado no Cliente Web e senha), considerando que já criou o domínio no IceWarp:

tool import account contas.txt u_mailbox u_name u_password

As variáveis u_backup e d_backup são muito úteis, pois trazem, respectivamente, todas configurações do usuário e do domínio (exceto dados do Anti-Spam e Regras).

Outra forma para realizar uma migração, quando se usa autenticação AD no IceWarp, é padronizar as senhas no servidor antigo, importá-las usando a ferramenta de migração com arquivo texto e em seguida solicitar para que usuários troquem suas senhas no próximo login do Windows (via AD).

Vale citar migrações do Exchange. Para migrar objetos de GroupWare, você pode instalar o conector em cada máquina e sincronizar os objetos contidos no PST dos usuários para o Merak. Outra dica útil é o programa PSTExport disponível em http://www.bynari.net, que permite migrar PSTs locais do Outlook para uma conta IMAP.

E ainda, tem a opção, claro, de criar as contas manualmente, se não forem muitas. Alguns clientes gostam do fato de poder apontar o MX para IceWarp Server e usar o recurso de domínio distribuído, informando o IP do outro servidor de mail, para que caso uma conta não exista no IceWarp, ele tente entregar no outro servidor. Isso permite usar contas para seu domínio em servidores distintos, servidor antigo e iceWarp Server. Dessa forma, você pode testar o servidor IceWarp e migrar gradativamente, usando a opção de migração conta a conta disponivel em nossa ferramenta de migração. O ideal seria apontar MXs para o IceWarp e para o servidor antigo, para não criar um ponto único de falha, entretanto, o servidor antigo precisa suportar o recurso de encaminhar para o SMTP do IceWarp, caso receba um e-mail endereçado a uma conta que não exista nele.

Outra opção interessante para migrar gradativamente é usar Contas remotas, ao menos inicialmente. Você baixa e-mails do seu provedor atual para dentro do IceWarp, podendo manter x dias de e-mails no sistema de origem.

Há outras soluções de terceiros, como o IMAPSync, mais complexa por ser Linux, linha de comando, mas bastante interessante. Normalmente requer licença, mas parece que há uma versão sem custos.

Veja

https://blog.jgrossi.com/2013/migrating-emails-using-imap-imapsync-tofrom-gmail-yahoo-etc/
http://imapsync.lamiral.info/FAQ.d/FAQ.ISP.txt


Escolher arquivos ou arraste e solte arquivos
Esse artigo foi útil?
Sim
Não
  1. Flávio Zarur Lucarelli

  2. Publicado
  3. Atualizado

Comentários